6 de jan de 2008

Especializando-se

A especialização é um grande desafio para os formados (ou não) na área de TI, especialmente para os profissionais afastados dos grandes centros de educação. Além de arcar com os custos do curso - que não são baratos - há a necessidade do transporte que na maioria dos casos eleva os custos em pelo menos 50%.

Outra preocupação é a escolha correta da especialização. Além dos caminhos tradicionais e comuns às outras profissões como as especializações latu senso, stricto sensu, mestrado e doutorado, temos à nossa disposição as certificações - títulos geralmente cedidos pelas empresas fornecedoras de produtos ou institutos organizados para esse fim que "garantem" os conhecimentos técnicos dos profissionais em determinadas áreas.

Existem certificações em diversas áreas, como infra-estrutura física, sistemas operacionais , bancos de dados e programação. Algumas das mais populares são as da Microsoft (programa MCP - Microsoft Certified Professional), Linux (com o LPI), Cisco (CCNA, CCNE) , Oracle DBA e ITIL. O investimento necessário é geralmente muito menor que o para realizar uma pós-graduação e geralmente oferecem melhor retorno. Para se obter uma certificação inicial Microsoft ou Linux não se gasta mais que R$ 1.500 e é um excelente diferencial na hora de se contratar ou oferecer serviços de TI. Para as empresas contratantes, a certificação é uma garantia que o profissional tenha os conhecimentos técnicos necessários na determinada tecnologia dentro de padrões estabelecidos mundialmente.




É possível também aos profissionais que se especializem dentro da certificação desejada, realizando provas cada vez mais aprofundadas e específicas. Na Microsoft, após obter a certificação MCP, é possível seguir em frente e obter certificações MCSA e finalmente MCSE (Microsoft Certificed System Administrator e System Engineer) e com o Linux hoje há as certificações LPI 1, 2 e 3, sendo possível comprovar o nível de especialização do profissional - porém o tempo de estudo e custos necessários crescem consideravelmente. Muitos optam por se certificar em diversas tecnologias ao invés de se especializarem muito em uma apenas, aumentando o leque de conhecimento.

Além de áreas essencialmente técnicas, há opções gerenciais de certificação como ITIL Foundation e COBIT , entre outros. São certificações que primam pelos conhecimentos gerenciais das áreas de TI e especialmente indicados para quem almeja cargos de liderança de equipes.

Há muitas escolhas, e todas devem ser realizadas em torno de um objetivo definido pelo profissional que envolva metas de carreira e pessoais.

Para saber mais: